Professor sacode a poeira do ensino de História

Atividades lúdicas e recreativas com convidados especiais dão tempero especial às aulas

Estudar o conteúdo do programa de História ganhou um tempero diferente para os alunos da Abeu Colégios, em 2016. Isso porque o professor da disciplina, Márcio Felipe Almeida, percebeu que falar sobre um tempo em que a galera ainda não era nascida não estimulava muito os alunos. Ele decidiu sacudir, levantar a poeira da sua própria pedagogia com uma proposta diferente e inovadora. Almeida elaborou e colocou em prática o projeto “História em Movimento” e vem espantando o fantasma da decoreba que persegue e estigmatiza a matéria.

“O projeto ‘História em Movimento’ é um método que mescla as tradicionais aulas expositivas com atividades lúdicas e recreativas, onde o aluno pode se aproximar e tocar em peças de caráter histórico e desfrutar de sensações que possam conectá-los ao período que está sendo estudado naquele momento”, explica o professor Almeida.

Oficina sobre História Medieval

Oficina de pergaminhos medievais

Ele conta que a ideia de que História é disciplina de enciclopédia sempre o incomodou. “Quando iniciei minha docência no Ensino Fundamental, em 2014, mesmo com pouca experiência, percebi que o ensino de História era algo distante da realidade dos alunos. A matéria havia se tornado algo frio, monótono e não exercia qualquer atração sobre os alunos do sexto e sétimo anos”, analisa o professor.

Percebendo que as aulas haviam se tornado chatas, e que os alunos apresentavam quadro de desmotivação, Almeida pensou em desistir do magistério. “Felizmente, o amor à Educação falou mais forte e resolvi iniciar o ano letivo de 2016 com novo método de ensino de História, cujo objetivo era retirar as aulas do seu estado de inércia”, conta com o sorriso da renovação.

A resposta dos alunos é positiva. Eles já vivenciaram oficinas de arqueologia, de cultura árabe, de cultura africana, com a participação da professora Thayene Ferreira, formada pela Uniabeu, e oficina de pergaminhos medievais. “Com essa nova metodologia, relacionamos a História com o cotidiano, despertando o interesse do aluno. A ideia é mostrar ao aluno como a História está presente em nosso dia a dia”, argumenta Almeida.

“A visita do professor Maurício dos Santos, produtor histórico da minissérie "Os Dez mandamentos", da TV Record, foi muito enriquecedora para todos. Os alunos ficaram entusiasmados pelo tema e participaram fazendo muitas perguntas sobre os fatos históricos”, lembra Almeida.

O projeto estabelece uma parceria com o aluno, estimulando o interesse pelo conhecimento do passado para o entendimento do presente. “Queremos que o estudante curta o aprendizado e desenvolva também o poder da crítica. Se não houver questionamento, o passado ficará quieto. O aluno vai fazer o Enem e outros concursos e precisa produzir textos. Conhecer a História também colabora na argumentação”, ensina Almeida.

Reportagem: Fernando Fraga

Fotos: Arquivo pessoal

 

 

Comentários

comentários